Última hora

Em leitura:

Barack Obama espera que credores ajudem a Grécia a crescer


Grécia

Barack Obama espera que credores ajudem a Grécia a crescer

ALL VIEWS

Clique para descobrir

O presidente dos Estados Unidos da América afirmou, esta terça-feira, em Atenas que a Grécia demonstrou querer continuar a fazer as reformas necessárias para colocar a economia a crescer.

Para isso, Barack Obama apelou aos credores internacionais para que encontrem soluções que permitam o alívio da dívida do país.

Por seu lado, o primeiro-ministro helénico, Alexis Tsipras apelou à solidariedade, em especial da Alemanha, e afirmou que é impossível seguir com os cortes.

“A sociedade e a economia gregas, depois de sete anos, não podem suportar mais austeridade”, garante Tsipras.

“Neste contexto, à medida que a Grécia prossegue com as reformas, o FMI afirmou que o alívio da dívida é crucial. Vou continuar a pressionar os credores para que tomem as medidas necessárias para colocar a Grécia no caminho da recuperação económica, duradoura, pois é do interesse de todos que a Grécia tenha êxito”, afirma o governante norte-americano.

Atenas é a primeira paragem da última viagem diplomática de Barack Obama, enquanto presidente.

A partir de janeiro, será Donald Trump a dirigir a Casa Branca.

Motivo pelo qual o analista político, Panagis Galiatsatos, consideram a visita pouco significativa. “A desvantagem desta visita é que Obama é um presidente cessante. Por isso, para qualquer assunto que possa comprometer os Estados Unidos, a partir de agora, é necessário consultar o seu sucessor. Cabe a Donald Trump aceitar, ou não, o que quer que seja que Obama lhe sugira”, remata.

Para o correspondente da euronews, em Atenas, Stamatis Giannisis, “se Hillary Clinton tivesse vencido as eleições presidenciais da última semana, a visita de Barack Obama a Atenas poderia ter servido de ponte política entre a próxima administração dos Estados Unidos e o Governo grego de esquerda. Mas, com Donald Trump como próximo residente da Casa Branca, o primeiro-ministro Alexis Tsipras precisa de encontrar outros canais de comunicação com Washington, para vários assuntos, incluindo a redução da dívida grega.”

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Rússia desmente autoria de novos bombardeamentos em Alepo