Última hora

Em leitura:

Conflitos de interesses pairam sobre a presidência de Donald Trump


EUA

Conflitos de interesses pairam sobre a presidência de Donald Trump

O hotel Trump International, a poucos quarteirões da Casa Branca, onde ficam muitos diplomatas estrangeiros nas visitas a Washington, é apenas um dos vários potenciais conflitos de interesses entre Donald Trump, o homem de negócios, e Donald Trump, presidente eleito dos Estados Unidos.

Trump tem uma longa lista de interesses privados, que vão de investimentos no gásoduto do Dacota do Norte – sobre o qual terá de tomar decisões – a participações do Banco da China, estatal, no império que possui no imobiliário.

A interferência que os interesses privados de Trump podem ter nas decisões que o presidente tomará estiveram em discussão num encontro do Conselho de Relações Internacionais, em Washington.

Segundo William Daley, antigo chefe de gabinete do presidente Barack Obama, a equipa de Trump tem “nove semanas para resolver o assunto. Não podem chegar à investidura, no Capitólio, sem um plano de ação”.

“São questões reais e sem precedentes. É impossível pensar que o presidente eleito não aborde estas questões de uma forma séria, profunda e precisa”, acrescenta Thomas McLarty, antigo chefe de gabinete de Bill Clinton, outro presidente democrata.

A questão também preocupa os republicanos. Para um antigo chefe de gabinete de George W. Bush, o tema é “potencialmente muito prejudicial”. Joshua Bolten aconselha a “administração Trump a fazer não apenas o que a lei exige, mas o que é exigido em termos de imagem pública e de confiança do povo americano”.

A solução pode ser a constituição de um fundo fiduciário ‘cego’ (Blind Trust) para gerir os negócios, mas Trump quer colocar os filhos a administrar o fundo.

Segundo o correspondente da euronews em Washington, Stefan Grobe, “as transições presidenciais são o que são: processos tumultuosos que acabam por ter um fim. Mas, os conflitos de interesses entre Trump, o presidente, e Trump, o homem de negócios, vão provavelmente continuar a ser um assunto conturbado quando Trump já estiver na Casa Branca.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Governo turco retira polémico projeto-lei que poderia 'amnistiar' abuso sexual de menor