This content is not available in your region

Trump vai abandonar Parceria do Trans-Pacífico assim que assumir presidência

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com Reuters
Trump vai abandonar Parceria do Trans-Pacífico assim que assumir presidência

<p>Num vídeo de dois minutos e meio difundido esta noite, Donald Trump anunciou algumas das intenções da futura administração norte-americana, para os primeiros 100 dias do mandato.</p> <p>Logo no primeiro dia na presidência, Trump pretende impulsionar a retirada dos Estados Unidos do Acordo de Parceria do Trans-Pacífico, uma iniciativa promovida por Barack Obama:</p> <p>“Ao nível do comércio, vou emitir uma notificação acerca da intenção de retirar do Acordo de Parceria do Trans-Pacífico, que é um desastre potencial para o nosso país. Em vez disso, vamos negociar acordos bilaterais justos, que tragam empregos e indústria de volta para as costas norte-americanas.”</p> <p>“Em termos de energia, vou cancelar restrições que eliminam empregos na produção energética norte-americana, incluindo energia de xisto e carvão limpo, criando milhões de empregos bem pagos.”</p> <p>“Em termos de imigração, vou dizer ao Departamento do Trabalho para investigar abusos nos programas de vistos, que prejudicam o trabalhador norte-americano.”</p> <p>O magnata continuou a receber personalidades susceptíveis de integrar a sua administração. Pela Trump Tower, em Nova Iorque, passou nomeadamente o ex-senador republicano do Massachussetts, Scott Brown, visto como candidato à posição de Secretário de Estado para os Assuntos dos Veteranos, e a governadora do Oklahoma, Mary Fallin, uma defensora da indústria petrolífera, que estará a ser considerada para o Departamento do Interior.</p>