Última hora

Em leitura:

Combater a pobreza no Madagascar


Madagascar

Combater a pobreza no Madagascar

Uma associação do Madagascar transformou o penso higiénico reciclável numa arma de defesa dos direitos humanos e de combate à pobreza no país.

Desde abril, que uma associação de reinserção de crianças maltratadas, nos arredores de Antananarivo, promove ateliês para fabrico de pensos higiénicos laváveis e reutilizáveis.

Como explica a responsável, do projeto “Happy Girls”, Iriana Andrianalimanana:

“O preço de fabrico de um penso higiénico é de cerca de 3 mil ariares e pode durar mais de um ano. Um maço de pensos higiénicos não reutilizáveis custa 2.800 ariares e as raparigas têm que comprar pelo menos um por mês”.

Uma economia para a instituição e uma ideia para promover uma higiene sexual saudável entre os adolescentes que representam um terço da população do país.

Uma rapariga afirma:

«É fácil de lavar e seca rápido. Sinto-me à vontade e conforável. Não me magoa e está sempre limpo pois temos que lavá-lo para voltar a utilizá-lo”.

O centro responsável por este projeto afirma esperar comercializar este novo produto nos próximos meses.

O projeto tinha sido lançado em abril, nas redes sociais, graças a uma campanha de “crowdfunding”, sob o lema “Girls just wanna have pads”, com um vídeo-clip inspirado na célebre música de Cindy Lauper.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Transportes públicos de São Francisco alvo de ataque informático