Última hora

Em leitura:

Cerveja belga é património imaterial da humanidade


Bélgica

Cerveja belga é património imaterial da humanidade

Dizem que faz bem à saúde e agora a cerveja belga é Património Imaterial da Humanidade.

A UNESCO elegeu a cerveja belga por causa da “extrema diversidade naquele país e pela intensidade com que é consumida e integrada no quotidiano dos cidadãos”.

O proprietário de uma fábrica de cerveja reagiu. “Gosto em especial do facto das cervejas serem globais, universais, e unirem pessoas. Acho que foi isso convenceu a UNESCO. Para a Bélgica é bom porque coloca em destaque as nossas tradições, a nossa própria cultura que está ligada à cerveja”, diz Yvan De Baets, proprietário da ‘Brasserie de la Senne’.

Na reunião anual, realizada em Adis Abeba, na Etiópia, o Comité Intergovernamental da UNESCO também atribuiu o mesmo estatuto à rumba cubana por ser “uma expressão de autoestima e resistência”.

De facto foram seis novas nomeações, onde se incluem o novo ano persa, o Nowruz, o evento festivo Mangal Shobhajatra do Bangladeche, os 24 períodos solares chineses e a música e a dança merengue da República Dominicana.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Trump pronto a trocar "império" por presidência dos EUA