Última hora

Em leitura:

Brasil: O adeus sentido aos jogadores da Chapecoense


Brasil

Brasil: O adeus sentido aos jogadores da Chapecoense

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Mais de 100 mil adeptos reuniram-se, este sábado, na Arena Condá, em Chapecó, no sudeste do Brasil, para assistir às exéquias dos 50 jogadores e membros do clube de futebol Chapecoense, que morreram no desastre aéreo desta segunda-feira em Medellín, na Colômbia.

A prestar homenagem aos jogadores, estiveram várias personalidades do desporto rei.

Em português, o presidente da Federação Internacional de Futebol, Gianni Infantino, demonstrou solidariedade.

“Força Chape. Eternos campeões! Somos todos brasileiros. Somos todos Chapecoense!”, exclamou.

No estádio esteve, também, o presidente brasileiro, Michel Temer, que não se pronunciou.

A cerimónia terminou com mensagens de jogadores, como Neymar, com uma volta dos familiares pelo relvado, em agradecimento a todos os adeptos pelo apoio, e com o hino do clube.

“Eram jogadores fantásticos que sempre estavam apoiando a comunidade, as pessoas que precisavam. Não tenho muitas palavras. É muita emoção, nesse momento. A Chapecoense, aqui para nós, é tudo”, afirma um adepto, Edmilson Marangoni.

A queda do avião provocou a morte a 71 das 77 pessoas que seguiam a bordo, onde se inclui a maioria dos jogadores da Chapecoense, e dirigentes e jornalistas. A equipa preparava-se para disputar a primeira mão da final da Taça Sul-Americana com os colombianos do Atlético Nacional.

Seis pessoas sobreviveram.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Cuba

Restos mortais de Fidel Castro repousam em Santiago de Cuba