This content is not available in your region

Franceses dão cartas em Val d'Isère

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Franceses dão cartas em Val d'Isère

<p>Competir em casa é uma vantagem e não serão os franceses a dizer o contrário. Quatro nos cinco primeiros no slalom gigante de Val d’Isère e vitória para Mathieu Faivre.</p> <p>O francês de 24 anos de idade já por duas vezes tinha subido ao pódio mas só agora conseguiu chegar ao lugar mais alto. Discutiu a primeira manga taco a taco com Marcel Hirscher e terminou a apenas um centésimo de segundo do vencedor dos cinco últimos Globos de Cristal. Na segunda manga, Faivre arrasou a concorrência e estreou-se a vencer na Taça do Mundo de esqui alpino.</p> <p>Quanto a Hirscher, foi incapaz de acompanhar o seu ritmo e terminou a 49 centésimos de segundo. Ainda assim, é o austríaco quem lidera a classificação geral, com uma vantagem de 80 pontos sobre Kjetil Jansrud. O norueguês não completou a primeira manga.</p> <p>No lugar mais baixo do pódio terminou Alexis Pinturault. O francês, vencedor da prova que abriu a temporada em Sölden, na Áustria, partilha com Hirscher a liderança na Taça do Mundo de slalom gigante e depois de dois segundos lugares nos dois últimos anos, persegue ainda o primeiro Globo de Cristal na disciplina.</p> <h3>Lara Gut quer ser a nova rainha da neve</h3> <p>Na ausência de Lindsey Vonn, que sofreu uma fractura no braço direito e que apenas tem o regresso às pistas previsto para janeiro, é preciso encontrar uma nova rainha da velocidade. Porque não Lara Gut, que acabou de vencer o Super Gigante de Lake Louise?</p> <p>A suíça de 25 anos é a atual detentora do título quer na Taça do Mundo de esqui alpino, quer na de super gigante, e parece disposta a reclamar o estatuto de melhor esquiadora da atualidade. Gut repetiu os triunfos de 2013 e 2014 no super gigante da estância canadiana e tem agora um total de vinte vitórias na carreira.</p> <p>Terminou com uma vantagem de dez centésimos de segundo sobre Tina Weirather. A esquiadora do Liechtenstein tem estado discreta e subiu agora ao pódio pela primeira vez esta temporada. Na terceira posição terminou a italiana Sofia Goggia, que repetiu assim o melhor resultado da carreira, alcançado no slalom gigante de Killington, no fim de semana passado.</p> <p>Apesar de não ter ido além da 34ª posição em Lake Louise, Mikaela Shiffrin continua na liderança da Taça do Mundo, graças sobretudo às suas prestações nos slaloms, onde é rainha incontestada. A norte-americana tem 28 pontos de vantagem sobre Lara Gut.</p> <h3>O novo Prevc</h3> <p>Na família Prevc o mais conhecido é Peter, vencedor da última Taça do mundo de saltos de esqui. Mas o seu irmão mais novo, Domen, também dá cartas e acaba de se impor no trampolim de Klingenthal.</p> <p>O esloveno de apenas 17 anos parece disposto a provar que não fica nada atrás do irmão e leva já duas vitórias em três provas esta temporada. Domen Prevc valeu-se sobretudo da regularidade para levar de vencida Daniel-André Tande por uma unha negra, apenas dois décimos separaram os dois saltadores.</p> <p>Para o norueguês, de nada valeu o melhor salto, 143 metros foram insuficientes para repetir o triunfo do ano passado no trampolim alemão. O pódio ficou completo com o austríaco Stefan Kraft.</p> <p>Peter Prevc, o atual detentor do título, desiludiu ao terminar na 22ª posição.</p>