Última hora

Em leitura:

Mais de cinco mil migrantes morrem no Mediterrâneo em 2016


mundo

Mais de cinco mil migrantes morrem no Mediterrâneo em 2016

Na contagem decrescente para o final do ano estima-se que pelo menos cinco mil migrantes tenham perdido a vida no mar Mediterrâneo para chegar à costa europeia, em 2016. Trata-se de um novo recorde, de acordo com os dados avançados pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR).

Na prática, este número representa uma média de 14 mortes por dia. Um cenário alarmante, como reforçou William Spindler, porta-voz do ACNUR: “Esta situação reforça a necessidade urgente dos Estados ampliarem vias para a admissão de refugiados como a reinstalação, o apoio privado, a reunificação familiar e os mecanismos de bolsas para estudantes, entre outros, para que não precisem de recorrer a viagens perigosas e usar contrabandistas.”

Ao que tudo indica, o aumento do número de mortes prende-se, entre outras coisas, com o uso de embarcações de menor qualidade, mau tempo e com táticas utilizadas pelos traficantes para evitar serem detetados pelas autoridades.

Merkel alerta que ameaça terrorista persiste e aguarda averiguações

Alemanha

Merkel alerta que ameaça terrorista persiste e aguarda averiguações