Última hora

Em leitura:

Washington define acusações de Erdogan como ridículas


Turquia

Washington define acusações de Erdogan como ridículas

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Com Reuters, Associated Press e Pedro Sacadura

Para Washington, as acusações do presidente turco, Tayyip Erdogan, sobre a coligação liderada pelos Estados Unidos na Síria são “ridículas.”

Mark Toner, porta-voz do departamento de Estado norte-americano, disse que as ações na Síria mostram quem está pela destruição do Daesh:

“Para ser sincero, parece-me ridículo. Não é verdade, como todos poderão imaginar”, disse Toner.

“Sabem, não me parece possível que alguém que avalie as nossas ações no terreno como líderes da coligação no norte da Síria e no Iraque, possa dizer outra coisa a não ser que estamos a 100% com a derrota e destruição do Daesh,” continuou Mark Toner.

Toner insistiu ainda no facto de que os Estados Unidos cooperam com a Turquia em ofensivas militares contra grupos no terreno:

“Trabalhamos de forma construtiva com a Turquia e a Turquia desempenha um papel e nós mantemos um diálogo constante com a Turquia sobre como equilibrarmos os nossos esforços.”

Erdogan acusou os EUA de estarem por trás de uma rede de financiamento a grupos que definiu como terroristas, como o autoproclamado Estado Islâmico (EI) ou Daesh (sigla em língua árabe), as milícias curdas das Unidades de Proteção Popular (YPG, sigla em língua curda) e do Partido da União Democrática (PYD, sigla em língua curda).

“O que diziam as forças da coligação no início? Que iriam lutar contra a organização terrorista Daesh até ao fim. Na verdade, acusavam-nos de apoiar o autodenominado Estado Islâmico”, disse o presidente turco.

“Agora desapareceram todos. Apoiam grupos terroristas incluíndo o Daesh, a Unidade de Proteção Popular, o Partido da União Democrática dos curdos da Síria. Está bastante claro. Temos imagens como provas: em fotografia e em vídeo”, concluiu.

A Turquia teme que as milícia curdas consigam estabelecer-se ao longo da sua fronteira, já que o estabelecimento de uma entidade territorial de maioria curda nos atuais Iraque e Síria poderia dar origem a reivindicações territoriais e a pôr em causa a soberania de parte do território atualmente turco, mas de maioria curda.
Ancara quer apoio dos EUA em operações regionais
Na segunda-feira, a Turquia pediu o apoio dos EUA para as suas tropas na cidade síria de al-Bab, controlada pelos jihadistas do Daesh, na sequência da operação Escudo do Eufrates, levada a cabo pelo exército de Ancara desde há cerca de quatro meses.


O objetivo da “Escudo do Eufrates” é eliminar a presença de islamistas sunitas e de curdos das proximidades da fronteira turco-síria.

Ancara mantém, entretanto, que aviões turcos atingiram diversos alvos dos jihadistas do Daesh nas últimas semanas. Disse ainda que os extremistas mataram recentemente cerca de 30 civis, que tentavam fugir da região de al-Bab.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

EUA

Pearl Harbor: Visita histórica com condolências, mas sem pedido de perdão