Última hora

Em leitura:

Europa reforça a segurança na noite de Ano Novo por receio de atentados


mundo

Europa reforça a segurança na noite de Ano Novo por receio de atentados

O reforço da segurança para a noite de Ano Novo é uma medida tomada em muitas capitais e grandes cidades europeias.

Os vários atentados terroristas que atingiram a Europa fizeram subir a tensão, mas as autoridades querem que as pessoas se sintam à vontade para festejar a chegada de 2017.

Berlim vai ter mais polícias na rua; só na Porta de Brandenburgo vão estar 2.400 agentes.

“Haverá menos policiais que podem comemorar a passagem de Ano. É claro que, além do pessoal adicional para proteção na noite de Ano Novo, todos os departamentos estão no máximo. Nas viaturas da polícia, na central de atendimento de emergência, em todos os serviços temos o máximo de pessoal, o que não acontece em outras noites,” declarou o porta-voz da polícia de Berlim, Thomas Neuendorf.

Em França, quase 100 mil polícias e soldados estão mobilizados para a passagem de Ano. Paris, que espera receber 600 mil pessoas só nos Champs Elysees, vai ter 10.300 polícias, soldados e bombeiros nas ruas.

Bruxelas intensificou a segurança no centro da cidade. Na sexta-feira foram colocadas barreiras e a presença policial aumentou.

“Tenho a sensação que a atmosfera esta um pouco mais fria em comparação com anos anteriores, após os eventos que nos atingiram no início do ano. Acho que há menos pessoas nas ruas e é menos festivo,” considera um residente na capital belga.

Madrid também reforçou a segurança. A capital espanhola vai ter um contingente adicional de 1900 polícias.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

EUA

EUA-Rússia: russos deixam espaços alegadamente usados para espionagem e Donald Trump elogia Putin