Última hora

Em leitura:

Trump agradece à Ford e ameaça General Motors


empresas

Trump agradece à Ford e ameaça General Motors

Donald Trump já agradeceu à Ford a decisão de cancelar a construção de uma nova fábrica no México, optando por um investimento que irá criar 700 novos empregos nos Estados Unidos.

Do outro lado da fronteira, nas ruas de San Luis Potosi, onde era para ser construída a nova fábrica, uma residente não escondeu o descontentamento pelo fim do projeto que iria criar 2800 postos de trabalho, lamentando que se tenha perdido uma oportunidade para muitos desempregados na região e expressando dúvidas sobre se os trabalhadores norte-americanos serão capazes responder às mesmas exigências que são feitas aos funcionários mexicanos.

A nova fábrica da Ford, no México, era para começar a produzir em 2018 e os trabalhos de preparação dos terrenos já tinham começado.

O México lamentou a decisão da Ford de cancelar um projeto de investimento na ordem dos 1500 milhões de euros (1600 milhões de dólares) e garantiu que a construtora automóvel norte-americana irá “reembolsar as despesas realizadas pelo governo” mexicano para “facilitar esse investimento”.

A Ford afirma que a decisão de cancelar o investimento no México se ficou a dever à “queda dramática da procura por veículos ligeiros na América Latina” e não às ameaças de Donald Trump.

O presidente eleito dos Estados Unidos tem ameaçado impor taxas aduaneiras até 35% aos veículos importados do México. O último alvo é a General Motors. “Produzam nos Estados Unidos ou paguem mais taxas aduaneiras”, escreveu Trump no Twitter.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

empresas

Fincantieri em posição privilegiada para adquirir estaleiro naval francês