Última hora

Última hora

França: Presumíveis agressores de Kim Kardashian acusados

Em França, cinco suspeitos de terem participado diretamente no roubo à estrela norte-americana de reality show Kim Kardashian, em Paris, no mês de outubro, foram formalmente…

Em leitura:

França: Presumíveis agressores de Kim Kardashian acusados

Tamanho do texto Aa Aa

Em França, cinco suspeitos de terem participado diretamente no roubo à estrela norte-americana de reality show Kim Kardashian, em Paris, no mês de outubro, foram formalmente acusados.

Entre os arguidos, detidos quinta-feira, estão dois homens de 60 e 72 anos, experientes e conhecidos no mundo do crime.

O ADN do homem de 60 anos foi encontrado no local do crime e na mordaça que foi colocada na vedeta norte-americana durante a operação.

O advogado de defesa dos acusados comenta: “Há tentações e eles sucumbiram. Foram a casa dessa mulher e pergunto-me se não é uma atitude suicidária este tipo de delinquência porque quando se deixa o seu ADN em todos os lugares, desculpem, mas hoje mesmo o mais obtuso dos agressores sabe que se deixar o ADN está feito! Eles metem luvas, você não acha? “

Outros suspeitos de terem participado na venda das joias foram intrrogados. Neste inquérito, aberto por “roubo à mão armada por grupo organizado”, os suspeitos foram mantidos em prisão preventiva durante 96 horas.

Até agora, as joias não foram encontradas, mas a polícia “apreendeu cerca de 200 mil euros” nas buscas efetuadas.

As investigações, que resultaram na segunda-feira na detenção de 17 pessoas na região parisiense e no sul de França, estenderam-se à Bélgica, placa giratória do comércio de diamantes, onde foram vistos dois suspeitos.

Na madrugada de 03 de outubro, a vedeta, de 36 anos, foi atacada por cinco indivíduos armados, numa residência hoteleira de luxo no centro da capital francesa onde se encontrava para assistir à semana da moda.

Os assaltantes fugiram com um anel no valor de quatro milhões de euros e um cofre de joias, cujo montante foi avaliado em cinco milhões.

Avaliado em nove milhões de euros, este foi o mais importante roubo de joias cometido em França nos últimos 20 anos.