Última hora

Última hora

Breivik não se arrepende do massacre de 2011

Esta terça-feira é dia de alegações finais no caso que opõe o terrorista neonazi Anders Breivik ao estado norueguês.

Em leitura:

Breivik não se arrepende do massacre de 2011

Tamanho do texto Aa Aa

Esta terça-feira é dia de alegações finais no caso que opõe o terrorista neonazi Anders Breivik ao estado norueguês.

O governo de Oslo apresentou recurso da decisão em primeira instância que considerou as condições de detenção desumanas, dando provimento à queixa do assassino. Breivik alegou durante a última semana que a falta de contacto com outras pessoas o tornou mais radical e voltou a não mostrar arrependimento. O terrorista relaciona-se apenas com profissionais como guardas ou médicos e dispõe duma cela com três divisões, com ginásio, televisão, PlayStation e jornais. A decisão do tribunal deverá ser anunciada em fevereiro.

Anders Breivik foi condenado à pena máxima na Noruega, 21 anos de prisão, por matar 77 pessoas em julho de 2011, num atentado à bomba contra a sede do executivo e num massacre com armas de fogo numa ilha onde decorria o encontro anual da juventude trabalhista, o partido então no governo.