Última hora

Em leitura:

Brexit implica saída do Mercado Único e fim da livre circulação de pessoas


A redação de Bruxelas

Brexit implica saída do Mercado Único e fim da livre circulação de pessoas

O caminho para o Brexit está traçado. A primeira ministra britânica apresentou ontem as grandes linhas da negociação para a saída do Reino Unido da União Europeia. Um Brexit considerado “duro”. Theresa May confirmou que o país não vai pertencer ao Mercado Único. Com esta decisão, May vira costas à livre circulação de pessoas. A primeira ministra espera uma implementação progressiva do Brexit de forma a evitar uma “mudança muito brusca”.

Para Guy Verhofstadt, responsável pelas negociações em nome do Parlamento Europeu, o discurso de May serviu apenas para “atirar areia para os olhos”. “É criada uma ilusão, a ilusão de que ser pode sair do Mercado Único, sair da União e depois se pode escolher algumas das vantagens. Mas acredito que isso não vai acontecer, não vamos aceitar uma situação na qual é melhor estar fora da União Europeia, fora do Mercado Único, que ser membro da União”, afirmou o ex-primeiro ministro belga.

Tajani é o novo presidente do Parlamento Europeu

Os eurodeputados precisaram de ir até ao limite do regimento, ou seja, quatro voltas, para eleger Antonio Tajani como presidente do Parlamento. O candidato de centro-direita era o favorito. A sua formação, o Partido Popular Europeu, é de facto o maior grupo político no hemiciclo. Mas foram necessárias muitas negociações para que o italiano conseguisse reunir uma maioria.

Os eurodeputados ainda não fecharam as votações. Hoje vão eleger os 14 vice-presidentes da instituição. Esta nova ronda eleitoral já será dirigida pelo novo presidente do Parlamento.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

A redação de Bruxelas

Brexit: Eurodeputados eurocéticos aplaudem saída do Mercado Único