Última hora

Em leitura:

Donald Trump acusa "media" de desonestidade


EUA

Donald Trump acusa "media" de desonestidade

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Donald Trump acusou os “media” de desonestidade durante a cobertura da cerimónia de tomada de posse.

O novo presidente dos Estados Unidos da América chegou mesmo a afirmar, durante uma cerimónia na CIA, que os jornalistas estão entre os “seres mais desonestos à face da terra”.

A administração Trump criticou as imagens, divulgadas, onde se faz a comparação entre a assistência durante a cerimónia de investidura do 45° presidente com a cerimónia de tomada de posse de Barack Obama, em 2009.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, acusou a comunicação social de dar notícias falsas.

“Esta foi a maior audiência de sempre presente numa cerimónia de investidura, ponto! Tanto aqui como em todo o mundo. Estas tentativas de diminuir o entusiasmo da tomada de posse são vergonhosas e erradas”, acusou Spicer.

Enquanto os números sobre a multidão que assistiu à tomada de posse de Donald Trump continuam a gerar controvérsia, os números das pessoas que participaram, este sábado, num protesto anti-Trump liderado pelas mulheres parecem ser pacíficos.

Segundo as estimativas dos organizadores da “Marcha das Mulheres sobre Washington”, mais de dois milhões de pessoas, marcharam nas ruas de várias cidades dos Estados Unidos, um dia após a investidura de Trump.

No Twitter o presidente disse ter assistido aos protestos e acabou por perguntar por que razão é que estas pessoas não votaram?

Com: Reuters, AFP

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

mundo

França: Sete candidatos às presidenciais nas primárias do PS