Última hora

Última hora

NASA recorda tragédias espaciais

A Agência Espacial norte-americana recorda as tragédias espaciais de história da organização.

Em leitura:

NASA recorda tragédias espaciais

Tamanho do texto Aa Aa

A Agência Espacial norte-americana recorda as tragédias espaciais de história da organização.
31 anos passaram desde que a nave Challenger se desintegrou 73 segundos após decolar com sete pessoas a bordo. O acidente teve um enorme impacto, sobretudo porque o mundo acompanhava com espectativa a possibilidade de ver uma pessoa comum, a professora Christa McAuliffe, no espaço.

25 segundos bastaram para que o sonho de chegar à Lua desaparecesse. Há 50 anos, a 27 de janeiro de 1967, a nave espacial Apolo 1 decolava com o objetivo fazer uma pequena viagem na órbita terrestre antes de se aventurar na missão lunar. Um teste simples que foi interrompido por um incêndio: em menos de meio minuto, atingiu 537º C e matou três dos mais bem preparados astronautas da época.

Este ano foi inaugurada a primeira exposição em memória dos pilotos, no Centro Espacial Kennedy, nos Estados Unidos.