Última hora

Em leitura:

Presidente da Comissão Europeia avisa: "Brexit" pode partir UE


mundo

Presidente da Comissão Europeia avisa: "Brexit" pode partir UE

ALL VIEWS

Clique para descobrir

O Presidente da Comissão Europeia avisa: o Reino Unido está a preparar-se para tentar os interesses dos Estados-membros e com isso conseguir um melhor acordo de saída da União Europeia.

Em entrevista à rádio alemã Deutschlandfunk, a ser emitida este domingo, Jean-Claude Juncker admite que os interesses, por exemplo, de húngaros e polacos não são os mesmos de alemães e franceses, e Londres vai tentar jogar com isso.

“Os britânicos vão conseguir, sem grande dificuldade, dividir os outros 27 países da UE. Sabem bem como faze-lo. Vão prometer uma coisa ao estado A, outra ao estado B e outra ainda ao C. No final, não haverá nenhuma frente unida do lado europeu”, antevê o luxemburguês.

O Presidente da Comissão Europeia deixa, no entanto, um aviso ao Reino Unido: não podem começar já a negociar em nome próprio com terceiros porque enquanto forem um membro de direito do bloco têm de se cingir à política externa da União Europeia.

Juncker defende ainda que os “28” devem “aproveitar a oportunidade” para ocupar a vaga dos Estados Unidos caso o novo Presidente Donald Trump retire mesmo o país dos tratados estabelecidos ou a serem negociados com a Ásia e os vizinhos do Pacífico.

Simpatizante de Portugal, Juncker revela ainda nesta entrevista não pretender candidatar-se em 2019 a um segundo mandato à frente da Comissão Europeia. “Tive uma bela campanha, mas não vai haver uma segunda porque eu não vou avançar como candidato para um segundo mandato”, garante.

ALL VIEWS

Clique para descobrir

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Grécia

"Parem de brincar com o fogo", diz primeiro-ministro da Grécia aos credores