Última hora

Última hora

Turquia: Começa julgamento de suspeitos de atentado contra Erdoğan

A alegada tentativa de assassínio deu-se durante o golpe de Estado falhado de 15 julho do ano passado.

Em leitura:

Turquia: Começa julgamento de suspeitos de atentado contra Erdoğan

Tamanho do texto Aa Aa

Em Muğla, na Turquia, começou o julgamento de 47 pessoas suspeitas de planear um atentado contra o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan.

A alegada tentativa de assassínio deu-se durante o golpe de Estado falhado de 15 julho do ano passado. Erdoğan estava então de férias na estância balnear de Marmaris, na província de Muğla. Um comando helitransportado de militares revoltosos tomou de assalto o hotel onde o presidente estava alojado. Erdoğan tinha saído 10 ou 15 minutos antes.

Nihat Öztürk, deputado do partido de Erdoğan diz que esta é uma causa nacional: “Todos os cidadãos a viver neste país defenderam a soberania da Turquia, incluindo os partidos da oposição CHP e THP. Não se trata apenas de Erdoğan”.

À tomada de assalto, seguiu-se um tiroteio em que morreram dois polícias encarregados da segurança pessoal do presidente.

Os processos judiciais lançados depois do golpe de Estado falhado e são sem precedentes no país. Mais de 43.000 pessoas foram detidas, suspeitas de cumplicidade no golpe. O governo turco culpa o clérigo Fethullah Gülen, exilado nos Estados Unidos, de estar por detrás desta tentativa.