Última hora

Em leitura:

Relatório da ONU dá conta de crimes de guerra em Aleppo


Síria

Relatório da ONU dá conta de crimes de guerra em Aleppo

Crimes de guerra foram cometidos por ambos os lados na batalha de Aleppo: é esta a conclusão de um novo relatório da ONU. As forças sírias e russas realizaram ataques aéreos diários na zona oriental de Aleppo, matando centenas de civis e destruindo hospitais. Os rebeldes também terão cometido crimes de guerra no cerco entre julho e dezembro do ano passado.

Paulo Pinheiro que conduziu o inquérito sobre a Síria acrescenta: “Os civis em Aleppo não foram apenas apanhados na linha de fogo. Muito frequentemente eram o alvo. Em primeiro lugar, a força aérea síria e a russa bombardearam a cidade de Aleppo sem cessar – uma estratégia para forçar a rendição. Centenas de civis – muitos deles crianças – perderam a vida nos bombardeamentos diários com bombas de fragmentação e bombas de cloro em zonas civis habitadas.”

A Síria foi acusada de planear um ataque contra uma caravana de ajuda humanitária da ONU e do Crescente Vermelho que matou 14 pessoas. O relatório também refere a utilização de bombas de fragmentação em zonas densamente povoadas.

Ucrânia

Ucrânia: separatistas ameaçam tomar empresas estatais face a bloqueio do carvão