Última hora

Em leitura:

Eurodeputado polaco arrisca sanções depois de "comentários sexistas" no Parlamento Europeu


mundo

Eurodeputado polaco arrisca sanções depois de "comentários sexistas" no Parlamento Europeu

As mulheres são “mais fracas, mais pequenas e menos inteligentes” do que os homens. Estes comentários sexistas podem valer sanções a um polémico eurodeputado polaco. Janusz Korwin-Mikke, já conhecido por propósitos racistas e antissemitas, é agora alvo de um inquérito no Parlamento Europeu depois de ter declarado quarta-feira, no hemiciclo, que as “mulheres devem ganhar menos do que os homens porque são mais fracas, mais pequenas e menos inteligentes”.

A resposta ao eurodeputado de 74 anos chegou pela voz da espanhola Iratxe Garcia-Perez:

“Segundo as suas teorias, eu não teria o direito de estar aqui como deputada. E sei que lhe custa e que o preocupa que, hoje, as mulheres possam representar os cidadãos em igualdade de circunstâncias com o senhor. Eu venho aqui defender as mulheres europeias de homens como o senhor”, afirmou a eurodeputada socialista.

O inquérito aberto pelo presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, poderá penalizar o deputado polaco com sanções. Os “comentários sexistas” poderão valer uma multa ou até uma suspensão temporária.

Antigo candidato à presidência da Polónia, Korwin-Mikke foi sancionado pelo Parlamento Europeu, no ano passado, por ter comparado a chegada de imigrantes a um “despejo de excrementos” e, em 2015, o deputado de extrema-direita fez mesmo a saudação nazi em pleno hemiciclo.