Última hora

Em leitura:

Liga dos Campeões: FC Porto em busca do "milagre" em Turim


Desporto

Liga dos Campeões: FC Porto em busca do "milagre" em Turim

O FC Porto visita esta terça-feira com um tarefa “difícil, mas não imossível”, assume o treinador Nuno Espírito Santo. Na primeira mão, os “dragões” perderam 0-2 em casa e agora há que reverter o marcador num reduto invencível há quatro anos na Liga dos Campeões.

“(Esta invencibilidade) é o reconhecimento de que estamos diante de um grande adversário, de uma grande equipa. Há muito tempo que não perde em casa, mas também nos motiva saber que alguma vez será a primeira. Temos é de competir e jogar”, afirmou o treinador portista, no lançamento do jogo.

A juntar à invencibilidade europeia em casa, a Juventus tem ainda o facto de no novo estádio, inaugurado em 2011, ter sofrido apenas cinco derrotas e apenas uma equipa conseguiu marcar os três golos de que precisam os portugueses: o Inter de Milão, em 2012.

A reviravolta do Barcelona ante o PSG na semana — de 0-4 para 6-1 — inspira os “dragões”, mas Nuno Espírito Santo considera este “um jogo diferente, com um adversário distinto”, partindo “em desvantagem frente a uma Juventus muito forte em casa.”

Na primeira mão, o FC Porto jogou com menos um desde os 27 minutos — Alex Telles foi expulso — e Brahimi lembrou que foi “complicado” defrontar a Juventus nessas condições, mas agora “o FC Porto quer demonstrar que é uma grande equipa”, avisou o argelino.

Do lado italiano, o treinador Massimiliano Allegri também avisa que “não será um jogo fácil”. “Temos de estar concentrados e com a consciência de que será preciso fazer um grande jogo para nos apurarmos”, afirmou o italiano, confirmando Marchiso como titular e Chiellini ainda em dúvida.

“Temos de controlar como se fosse um jogo único, sem pensar no resultado da primeira mão. Sofrer um golo não está nos nossos planos, mas se acontecer, temos de continuar a jogar e não deixar que nos marquem mais nenhum”, perspetivou o avançado argentino Paulo Dybala.

História em jogo no Leicester-Sevilha


O Leicester — Sevilha é um dos duelos mais imprevisíveis dos quatro que ainda faltam jogar nestes oitavos-de-final da Liga dos Campeões, prova na qual os ingleses são estreantes e onde os espanhóis nao chegam aos “quartos” desde 1957/58.

Os campeões ingleses estão a realizar uma temporada para esquecer a nível interno, lutam agora para não descer, despediram o italiano Claudio Ranieri há poucas semanas e acabam de confirmar o adjunto Craig Shakespeare como interino até final da época.

O novo treinador soma duas vitórias em dois jogos (Liverpool e Hull City) e para este jogo — depois da derrota em Sevilha, por 2-1 — admite ter treinado penáltis, perspetivando um empate no final dos 120 minutos.

“O Sevilha tem uma grande experiência na Europa. Temos visto o que eles têm vindo a fazer nos últimos anos, a conquistar títulos. Espero que eles continuem a jogar da mesma forma, com uma equipa bem posicionada e jogadores muito bons, em especial no ataque, para o qual teremos de estar muito atentos”, avisou Shakespeare.

Tricampeão da Liga Europa, há quase 60 anos que o Sevilha não vai alem dos oitavos-de-final do torneio europeu agora conhecido como Liga dos campeões.

Os andaluzes estão em vantagem, venceram em casa, por 2-1, mas basta um golo dos ingleses para a reviravolta. Jorge Sampaoli sabe disso e já alertou a equipa.

O Sevilha vem de dois empates na Liga espanhola, o último com Daniel Carriço no “11”. No entanto, o português saiu dos convocados, por opção técnica.

Programa para quarta-feira


  • Estádio Vicente Calderón: Atlético de Madrid (Esp) — Bayer Leverkusen (4-2, na primeira mão);
  • Estádio Louis II: AS Mónaco — Manchester City (3-5);

  • Equipas já apuradas para os 1/4 de final


  • Barcelona (Esp);
  • Bayern de Munique (Ale);
  • Borussia de Dortmund;
  • Real Madrid (Esp, detentor do título);

  • O sorteio será realizado ao meio-dia (11:00, em Lisboa) de sexta-feira, 17 de março, em Non, na Suíça. Irá decorrer de forma aberta, sem condicionamentos geográficos nem privilégios entre os sorteados.

    Os jogos destes quartos-de-final estão marcados para 11 e 12 de abril, a primeira mão, e 18 e 19 de abril, a segunda. O sorteio das meias finais será a 21 de abril e os jogos a 2 e 3 e a 9 e 10 de maio.

    A final está marcada para o Estádio Nacional do País de Gales, em Cardiff, a 3 de junho.

    Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

    tradução automática

    Desporto

    Grand Slam de Bacu: Dia em grande para a Holanda