Última hora

Última hora

FBI confirma investigação sobre ligações de Trump a Moscovo

Segundo o diretor do FBI, James Comey, o FBI não encontrou provas de que Donald Trump tenha sido espiado a mando de Barack Obama

Em leitura:

FBI confirma investigação sobre ligações de Trump a Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

O diretor do FBI, James Comey, confirmou na segunda-feira a existência de um inquérito sobre as tentativas de ingerência russas na campanha presidencial americana de 2016, e sobre uma eventual coordenação entre membros da equipa de Donald Trump e o governo russo.

Comey disse também que o FBI e o Departamento de Justiça não encontraram indícios de que o então candidato a presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tenha sido escutado ou espiado a mando do ex-presidente Barack Obama, uma acusação avançada por Trump através da sua conta no Twitter.

“Com todo o respeito que tenho pelos tweets do presidente Donald Trump, nós não temos quaisquer informações que possam sustentá-los”, disse Comey.

O chefe do FBI e o diretor da NSA, Mike Rogers, são ouvidos esta segunda-feira numa sessão pública da Comissão de Serviços Secretos da Câmara do Representantes.

Donald Trump pediu na semana passada ao Congresso norte-americano que comande uma investigação sobre eventuais escutas de que tenha sido alvo por ordem do ex-presidente Barack Obama antes das eleições eleições presidenciais de 8 de novembro. Em mensagens no Twitter, Trump acusou o seu antecessor de o ter mantido sob escuta antes das eleições.