FBI confirma investigação sobre ligações de Trump a Moscovo

FBI confirma investigação sobre ligações de Trump a Moscovo
De  Nelson Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Segundo o diretor do FBI, James Comey, o FBI não encontrou provas de que Donald Trump tenha sido espiado a mando de Barack Obama

PUBLICIDADE

O diretor do FBI, James Comey, confirmou na segunda-feira a existência de um inquérito sobre as tentativas de ingerência russas na campanha presidencial americana de 2016, e sobre uma eventual coordenação entre membros da equipa de Donald Trump e o governo russo.

Comey disse também que o FBI e o Departamento de Justiça não encontraram indícios de que o então candidato a presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tenha sido escutado ou espiado a mando do ex-presidente Barack Obama, uma acusação avançada por Trump através da sua conta no Twitter.

Terrible! Just found out that Obama had my “wires tapped” in Trump Tower just before the victory. Nothing found. This is McCarthyism!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 4 mars 2017

How low has President Obama gone to tapp my phones during the very sacred election process. This is Nixon/Watergate. Bad (or sick) guy!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 4 mars 2017

“Com todo o respeito que tenho pelos tweets do presidente Donald Trump, nós não temos quaisquer informações que possam sustentá-los”, disse Comey.

O chefe do FBI e o diretor da NSA, Mike Rogers, são ouvidos esta segunda-feira numa sessão pública da Comissão de Serviços Secretos da Câmara do Representantes.

Donald Trump pediu na semana passada ao Congresso norte-americano que comande uma investigação sobre eventuais escutas de que tenha sido alvo por ordem do ex-presidente Barack Obama antes das eleições eleições presidenciais de 8 de novembro. Em mensagens no Twitter, Trump acusou o seu antecessor de o ter mantido sob escuta antes das eleições.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump paga 175 milhões de dólares para evitar apreensão de bens em caso de fraude

Trump diz que não tem dinheiro para pagar caução de 454 milhões de dólares ao tribunal

Trump e Biden dominam "Super Terça-Feira", Nikki Haley venceu no Vermont