Última hora

Em leitura:

Número de mortos continua a aumentar depois das cheias que atingiram a Colômbia


Colômbia

Número de mortos continua a aumentar depois das cheias que atingiram a Colômbia

Na Colômbia continua a aumentar o número de vítimas mortais na sequência das cheias que provocaram uma torrente de água e lama, em Mocoa.

As autoridades e a Cruz Vermelha falam agora em cerca de duas centenas e o número pode continuar a subir. Há, aproximadamente, 400 feridos, contabilizados.

O cenário que se viveu, com as intensas chuvas que se fizeram sentir, é indescritível. Muitas pessoas foram incapazes de fugir. Houve quem escapasse, à força das águas, mas perdesse tudo. A situação é de calamidade:

“Só tive tempo de tirar as duas crianças de casa mas perdemos tudo. Só restou pedra e areia”, diz uma moradora de Mocoa.

“Não temos notícias sobre a minha casa ou a minha família. Estou nas mãos de Deus. Não tenho nada para comer, nem onde dormir. Estas roupas foram-me doferecidas”, desabafa outro habitante.

Sábado, o presidente colombiano decretou o estado de emergência, nesta cidade do sul do país, localizada na fronteira com o Equador. O objetivo era tentar agilizar as buscas, com mais meios de socorro, mas o número de desaparecidos continua a chegar às mais de duas centenas, entre eles estão muitas crianças.