Última hora

Em leitura:

Mocoa: Colômbia perde a esperança de encontrar sobreviventes


Colômbia

Mocoa: Colômbia perde a esperança de encontrar sobreviventes

As autoridades colombianas já não têm esperança de encontrar sobreviventes, depois da torrente de água e lama, provocadas por chuvas intensas, e que apanhou os colombianos, da região de Mocoa, de surpresa.

Contabilizados estão mais de 270 mortos, entre eles mais de 140 crianças. O número de desaparecidos continua a situar-se nos mais de 200.

Costuma dizer-se que depois da tempestade vem a bonança. Os milhares de habitantes de Mocoa, afetados pela intempérie, tentam refazer a vida mas, para isso, e ainda em choque, precisam de ajuda:

“Nós ficámos sem nada, seria bom se nos dessem uma casa, a nós e a todos, porque não temos como construir aqui. Já não há paredes, não há nada. Precisamos de roupa também, ficámos sem nada. Nem temos o que comer”, adianta Luis Vasante, um residente.

Ainda assim, as equipas de socorro continuam no terreno enquanto o país se centra, agora, nas operações de limpeza e recuperação.

O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, está desde segunda-feira em Mocoa onde o cenário é o de destruição.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

mundo

Líder do PPE prevê razia nos empregos da City