Última hora

Em leitura:

Tragédia de Smolensk: Sete anos depois nova investigação conclui que avião se desintegrou


Polónia

Tragédia de Smolensk: Sete anos depois nova investigação conclui que avião se desintegrou

Ter-se-á desintegrado no ar o avião presidencial do falecido chefe de Estado polaco Lech Kaczyński há sete anos.

A conclusão foi revelada pelo presidente da nova comissão de inquérito ao acidente, Wacław Berczyński, no mesmo dia em que os polacos recordam o dia do desastre.

Uma das cerimónias em Varsóvia teve a participação do irmão gémeo Jarosław, antigo primeiro-ministro e líder do Partido Lei e Justiça, que sempre acreditou ter existido sabotagem russa.

O desastre aconteceu em 2010 quando o Tupolev se preparava para aterrar em Smolensk, na Rússia.

Lech Kaczyński e a comitiva de quase 100 pessoas iam participar num ato oficial em memória dos milhares de oficiais polacos assassinados por Josef Stalin durante a II Guerra Mundial.

A anterior comissão de inquérito russo-polaca tinha concluído que a queda do avião se deveu às más condições meteorológicas e a um erro dos pilotos.

mundo

ISS: Estação espacial iniciou processo de troca de tripulação