Última hora

Em leitura:

#LigaCampeões, 1/4F: Duelo de "titãs" em Munique, "raposas" em Madrid (antevisão)


Desporto

#LigaCampeões, 1/4F: Duelo de "titãs" em Munique, "raposas" em Madrid (antevisão)

A visita do Real Madrid a Munique, esta quarta-feira, é o jogo cabeça de cartaz dos quartos de final da presente edição da Liga dos Campeões. Com o futebol a ter ficado um pouco de lado esta terça-feira após o sucedido em Dortmund, além do também agendado Atlético de Madrid — Leicester, é jogado também ao final da tarde o Borussia — AS Mónaco, que teve de ser adiado.

Ancelotti troca de banco

Bayern e Real chegam a esta partida após dois jogos distintos para cada uma das equipas nos respetivos campeonatos: os bávaros receberam no sábado o Borussia de Dortmund e golearam o vice-campeão alemão (4-1); os “merengues” receberam os rivais do Atlético e consentiram um empate (1-1).

A Liga dos Campeões é, contudo, outra história e, em particular, entre estes dois “tubarões”.

Será o 23.° duelo da história entre Bayern e Real, sempre no torneio dos campeões europeus. Os alemães levam vantagem: 11 triunfos contra nove derrotas e dois empates — nunca houve um 0-0. Mas o último confronto foi favorável aos espanhóis e por números bem claros.

Aconteceu há três anos, nas meias-finais. Depois de um triunfo pela margem mínima (1-0) em Madrid, o Real, então treinado por Carlo Ancelotti e com Xabi alonso no meio-campo, foi a Munique golear (0-4) o Bayern, de Pep Guardiola e com Toni Kroos no meio-campo.

Neste reencontro, italiano é agora o treinador dos bávaros e tem de novo Xabi Alonso do seu lado. Kroos é um dos “galácticos” dos espanhóis, agora orientados por Zinedine Zidane. O francês levou para Munique todos os jogadores disponíveis, incluindo o português Fábio Coentrão, com quem “Zizou” já pouco conta.

De fora ficou o também internacional português Pepe, autor do golo do Real no dérbi com o Atlético, mas que saiu lesionado do jogo e não recuperou. O francês Rapahël Varane, lesionado na partida com o Alavés, também não está ainda apto e ficou em Madrid.

Às ordens de Zidane — tal como há três anos, à de Ancelotti — vai estar a chamada “armada BBC”: Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo.

Do lado do Bayern, Matts Hummels é baixa confirmada e Robert Lewandoski a grande dúvida. O central está lesionado e o avançado polaco ressentiu-se do golpe num ombro sofrido no jogo de sábado e não terminou a última sessão de treino antes do embate com o Real Madrid.

A boa notícia para Ancelotti foi o regresso ao trabalho do guarda-redes Manuel Neuer e do avançado Thomas Müller.

Leicester a sonhar em Madrid

Atlético de Madrid e Leicester reeditam esta quarta-feira um duelo europeu que já vai para a quinta edição. Será, no entanto, o primeiro na Liga dos Campeões.

Os espanhóis foram finalistas vencidos em duas das três últimas finais. O Leicester tem mostrado na “Champions” a consistência que lhes faltou a nível interno nos primeiros meses desta inédita temporada como campeões ingleses.

Os dois clubes chegam a este embate num bom momento, embora também com resultados distintos no último fim semana: o Atlético foi empatar (1-1) ao Santiago Bernabéu; o Leicester perdeu (4-2) na visita ao Everton, mas foi o primeiro deslize na “Premier League” desde que Craig Shakespeare sucedeu a Claudio Ranieri como treinador.

Nos espanhóis, o argentino Nico Gaitán está de regresso aos convocados, mas o avançado Kevin Gameiro e o médio Tiago estão entre as ausências (o português está afastado da competição há quatro meses e voltou esta semana aos treinos).

Nas “raposas” inglesas, com a equipa já longe da luta pela manutenção no campeonato, o treinador privilegiou a Liga dos Campeões e, na visita ao Everton, poupou alguns dos habituais titulares, incluindo o criativo argelino Riyad Mahrez.

Dortmund regressa ao futebol

Menos de 24 horas depois, o AS Mónaco volta ao relvado do Westfallenstadion, o recinto do Borussia de Dortmund, onde a equipa de Leonardo Jardim, João Moutinho e Bernardo Silva deveria ter enfrentado a de Raphael Guerreiro terça-feira à noite.

Um dos mais aguardados duelos destes quartos-de-final teve de ser adiado depois de o autocarro em que seguia a equipa alemã ter sido atingido por três explosões no trajeto do hotel para o estádio.

O defesa espanhol Marc Bartra ficou ferido pelos estilhaços dos vidros das janelas do autocarro e teve mesmo de ser operado, sendo, claro, baixa para o duelo com os monegascos.

A expectativa agora será saber se as equipas, duas das mais excitantes da presente temporada no futebol europeu, vão conseguir ultrapassar o susto e oferecer aos adeptos o espetáculo que muitos aguardavam deste duelo.