Última hora

Em leitura:

"Portem-se bem": Trump responde a ameaças de Pyongyang


Coreia do Norte

"Portem-se bem": Trump responde a ameaças de Pyongyang

Os Estados Unidos e a Coreia do Norte voltaram a trocar ameaças, após um novo teste falhado de um míssil norte-coreano no domingo.

O presidente Donald Trump pediu a Kim Jong-Un que se “porte bem”, depois do vice-representante norte-coreano na ONU ter afirmado que o seu país, “está pronto para a guerra se os EUA avançarem com uma ação militar”.

“Os EUA estão a prejudicar a paz e a estabilidade mundiais ao insistirem na lógica do ‘gangster’, na invasão de um país soberano como algo decisivo, justo e proporcional para defender a ordem internacional na província da Coreia”, ironizou Kim In Ryong.

Entrevistado pelo canal BBC o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano, Han Song-ryol, afirmou que o país está pronto a prosseguir os testes com mísseis, “todas as semanas, todos os meses e todos os anos”.

De visita à zona desmilitarizada que separa as duas coreias, o vice-presidente norte-americano voltou a afirmar que, “os EUA não excluem nenhuma opção”.

Mike Pence recordou os recentes ataques de mísseis norte-americanos sobre a Síria ou o Afeganistão, para afirmar que Trump não hesitará em “passar à ação”.

Nos bastidores, os Estados Unidos continuam a fazer pressão sobre a China, aliada de Pyongyang, para que resolva a situação, antes de uma eventual resposta norte-americana com o apoio dos aliados na região.

Rússia

Rússia: Detido novo suspeito do ataque a São Petersburgo