Última hora

Em leitura:

Parlamento Europeu aperta cerco a Marine Le Pen


França

Parlamento Europeu aperta cerco a Marine Le Pen

De acordo com a agência France Press o Parlamento Europeu estima, em quase cinco milhões de euros, as potenciais perdas com os salários que foram pagos, de forma fraudulenta, entre 2012 e 2017, a assistentes de eurodeputados da Frente Nacional, partido do qual Marine Le Pen foi presidente até à poucos dias.

O organismo reviu os números depois de descobrir “novos elementos”, nos últimos meses. De acordo com a agência de informação francesa estes dados foram já enviados aos juízes de instrução do processo, pelo advogado do Parlamento Europeu.

No centro desta polémica estão 17 eurodeputados da Frente Nacional, alguns deles teriam vários assistentes.

Entre os visados está Marine Le Pen, a candidata apoiada pelo partido de extrema-direita às presidenciais francesas, e o seu pai Jean-Marie Le Pen.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Coreia do Norte

Shinzo Abe e Vladimir Putin tentam acalmar tensões relativas à Coreia do Norte