Última hora

Em leitura:

Alpinista nepalês de 85 anos morre no Everest


Nepal

Alpinista nepalês de 85 anos morre no Everest

Com agências

O alpinista nepalês Min Bahadur Sherchan morreu aos 85 anos no sopé do Monte Everest quando tentava converter-se na pessoa mais idosa a subir ao cume do mundo.

Sherchan, um militar reformado, morreu dentro da sua tenda, num sopé do Everest, a mais de 5 mil metros de altitude, onde tinha chegado como parte de um grupo de cinco alpinistas.

A informação foi avançada pelo Departamento de Turismo Nepal.

O alpinista, que entre 2008 e 2013 ostentou o título do mais velho a alcançar o topo do Evereste, morreu às 17:14 locais.


Segundo os médicos, a morte do alpinista poderá ter sido causada por um ataque cardíaco.

O alpinista mais velho a chegar ao cume do mundo em 2008

Em 2008, Sherchan, então com 77 anos, converteu-se no alpinista de mais idade a atingir o cume do Everest.

Em 2013, no entanto, foi ultrapassado pelo japonês Yuichiro Miura, então com 80 anos.

A morte do alpinista nepalês ocorre uma semana depois da do suíço Ueli Steck, conhecido como “a máquina suíça”, e um dos alpinistas mais importantes do mundo.

Pelo menos 365 alpinistas obtiveram permissão do Governo nepalês para escalar o Everest esta temporada, um número recorde após anos de crise.

As permissões para escalar o Everest foram canceladas em 2015 devido ao terramoto no Nepal e em 2014 devido à avalanche que matou 16 alpinistas.

Nigéria admite ter feito troca com o Boko Haram para a libertação de 82 jovens

Nigéria

Nigéria admite ter feito troca com o Boko Haram para a libertação de 82 jovens