Última hora

Última hora

Jovens libertadas pelo Boko Haram chegam a Abuja

Jovens foram recebidas pela Cruz Vermelha e entregues, depois, às autoridades. Permaneceram três anos em cativeiro.

Em leitura:

Jovens libertadas pelo Boko Haram chegam a Abuja

Tamanho do texto Aa Aa

Com Reuters

​Na Nigéria, 82 das jovens raptadas há três anos pelos pelos jihadistas do Boko Haram em Chibok chegaram este domingo à capital federal, Abuja.

As jovens foram libertadas graças a uma troca de prisioneiros, tendo funcionado, desta forma, como moeda de troca para os militantes detidos pelo Governo.

Ao chegarem a Abuja, foram recebidas por uma delegação da Cruz Vermelha, antes de serem entregues às autoridades.

Algumas das jovens foram obrigadas a casar com militantes do Boko Haram.

Muitas sofreram violações e acabaran por ter filhos.

O grupo jihadista obrigou-as também a passar por processos que define como de islamização.

O rapto de 276 estudantes teve lugar em 2014 em Chibok, estado de Borno, nordeste da Nigeria.

O incidente provocou indignação a nível internacional. Pelo menos 60 das meninas conseguiram depois escapar, mas pensa-se que cerca de 100 estudantes continuem desaparecidas.