Última hora

Em leitura:

Palestinianos em greve geral em apoio aos prisioneiros


Cisjordânia

Palestinianos em greve geral em apoio aos prisioneiros

Os territórios palestinianos estão esta segunda-feira em greve geral, em apoio às centenas de prisioneiros que se encontram em greve de fome nas prisões de Israel. Muitos já estão sem comer há 37 dias e recusam-se agora também a beber.

A greve ocorre no dia em que Donald Trump encontra, na Cisjordânia, o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, mas estende-se também à Faixa de Gaza.

Ali Al-Abed, residente em Hebron, afirma: “É uma greve geral que encerrou todos os serviços na Faixa de Gaza e nos territórios de 1948. É um passo importante que todos os comerciantes apoiem os prisioneiros”.

Os prisioneiros exigem um telefone para poderem falar com as famílias, visitas de 90 minutos em vez de 45 e o direito de tirarem fotografias com a família a cada três meses.

Os palestinianos têm esperança que a greve possa chamar a atenção do presidente norte-americano para a situação dos presos palestinianos detidos nas prisões israelitas.

Segundo a ONG – Clube Palestiniano dos Prisioneiros – há atualmente 6500 prisioneiros palestinianos nas prisões de Israel.

Turquia

Turquia inicia julgamento de antiga cúpula militar