Última hora

Em leitura:

Yuja Wang toca Bartok com Gustavo Dudamel da Filarmónica de LA


musica

Yuja Wang toca Bartok com Gustavo Dudamel da Filarmónica de LA

Em parceria com

É uma associação de benfeitores: Yuja Wang e a Filarmónica de LA de Gustavo Dudamel conquistou o Walt Disney Concert Hall com uma interpretação empolgante dos três primeiros concertos para piano de Bela Bartok.

“É uma das peças mais difíceis de conduzir. De tocar, é claro, mas também para a orquestra que tem de reunir toda esta quantidade de informações” – diz Gustavo Dudamel, diretor musical da Filarmónica de Los Angeles.

Yuja Wang acrescenta: “É difícil de acompanhar, para os dedos, mas também para a mente. Algo que explica, em parte, que não seja o compositor mais popular. É muito intransigente artisticamente, tem a sua proporção de ouro, por isso é que é tão especial em termos de forma e de tempo. Basicamente, é obcecado pelo controlo, eu acho!”

Segundo Gustavo Dudamel: “no primeiro concerto existe um elemento especial com o ritmo. O ritmo tornou-se lírico. Os instrumentos de percussão tornaram-se melódicos – é um diálogo único entre o piano e as percussões”.

Desde a primeira colaboração há quatro anos, os dois músicos descobriram uma grande cumplicidade.

“Este concerto é basicamente impossível e nós percebemos isso no primeiro ensaio – existe apenas uma energia e algo telepático, se estivermos no mesmo comprimento de onda, certo? Eu acho”, conclui Yuja Wang.

O Concerto para piano No. 1 abriu um ciclo de três séries de concertos no Walt Disney Concert Hall. A cada concerto do virtuoso húngaro são associadas composições dos seus contemporâneos Stravinsky e Janacek.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
O mundo da ópera reuniu-se em torno do jubileu do Met

musica

O mundo da ópera reuniu-se em torno do jubileu do Met