Última hora

Última hora

Presidente do Bayern dá "mais um ano" a Renato Sanches

Uli Hoeness concedeu uma entrevista à revista Kicker e fala do futuro imediato do médio de 19 anos, ex-Benfica.

Em leitura:

Presidente do Bayern dá "mais um ano" a Renato Sanches

Tamanho do texto Aa Aa

Renato Sanches vai ter mais um ano para convencer os adeptos do Bayern de Munique. O médio português, que celebra 20 anos em agosto, transferiu-se do Benfica para os campeões bávaros ainda antes do Euro2016, por 35 milhões de euros, mas, aos olhos dos adeptos, nunca esteve ao nível do investimento feito.

Apesar das críticas e da falta de boas exibições do jovem campeão europeu, o presidente do Bayern, Uli Hoeness, pede paciência com Renato Sanches.

“Sou partidário de lhe darmos mais um ano. O rapaz nem conseguiu fazer três ou quatro jogos sem pressão”, disse Hoeness sobre o português, em entrevista à revista alemã Kicker, na qual defendeu a estratégia de renovação do plantel em curso nos pentacampeões alemães.


“Todos defendem que devemos renovar o clube e quando contratamos jogadores jovens surgem críticas. Isso não é coerente”, aponta Hoeness, defendendo ser preciso “dar muita confiança aos jogadores jovens mesmo que isso implique que durante duas épocas” os bávaros apenas possam “aspirar a ser campeões alemães.”

A responsabilidade das vendas e contratações não está contudo nas mãos de Uli Hoeness, pertence a Karl Heinz Rummenige, o presidente do Conselho Diretivo do clube.


Para a época que se avizinha, o Bayern já contratou os alemães Serge Gnabry (ex-Werder Bremen) e Niklas Sule (ex-Hoffenheim), ambos de 21 anos, e o francês Corentin Tolisso (ex-Lyon), de 22, a que se junta também o mais maduro Sebastian Rudy (ex-Hoffenheim), de 27.

Na primeira das cinco temporadas contratualizadas em Munique, Renato Sanches participou em 25 jogos pelo Bayern, incluindo seis na Liga dos Campeões e nove como titular, mas não chegou sequer aos mil minutos em tempo de jogo.