Última hora

Áustria quer exército a guardar fronteiras

Enquanto a Itália pede, aos parceiros europeus, um esforço no acolhimento dos migrantes.

Em leitura:

Áustria quer exército a guardar fronteiras

Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria está pronta a utilizar o exército no patrulhamento da fronteira de Brenner e outros pontos de passagem com a Itália, para evitar a passagem de migrantes. O ministro austríaco da defesa, Peter Doskozil, falou em ter 750 soldados a patrulhar as fronteiras. Quatro blindados Pandur estão já na região do Tirol.

Esta decisão chega em plena discussão entre a Itália e os parceiros europeus, com os italianos a pedir aos outros países da União Europeia que acolham mais migrantes, para aliviar a sobrecarga que o país está a sofrer. A Itália é o principal ponto de chegada de migrantes por mar. Segundo o alto comissariado das Nações Unidas para os refugiados, só este ano o país já recebeu mais de 83600 pessoas por via marítima, um número a crescer um quinto em relação ao mesmo período do ano passado. A maior parte chega em embarcações precárias, vindas da costa líbia.