Última hora

Roma sob ameaça de racionamento de água

Uma continuada onda de calor, dois anos consecutivos de níveis de água abaixo da média são as razões da medida de contenção

Em leitura:

Roma sob ameaça de racionamento de água

Tamanho do texto Aa Aa

O racionamento de água pode ser uma realidade não tão distante para os habitantes de Roma.
As autoridades italianas ordenaram a paragem imediata da retirada de água do lago Bracciano, na região de Lazio, a 32 quilómetros da capital.

A medida de urgência advém de um período prolongado de seca e entra em vigor a 28 de Julho:

Nicola Zingaretti, governador da região de Lazio, declarou: “Durante meses, semanas, o nível da água tem vindo a descer. Agora esta descida atingiu uma percentagem dramática, que põe em perigo o próprio lago. Então tomámos esta medida que entra em vigor dentro de sete dias.”

Zingaretti chamou às circunstâncias “uma tragédia” e disse ainda que Donald Trump devia ir verificar in loco o resultado do desrespeito por acordos climáticos.

A medida afectará 1 milhão e meio de habitantes. A empresa distribuidora de água procura alternativas para os 8% de água que abastece Roma e que tem origem no lago Bracciano, mas prevê-se que 2017 seja um um dos mais quentes anos de que há registo em Itália.