Última hora

EUA e Japão querem ações contra Coreia do Norte

Washington e Tóquio de acordo sobre necessidade de novas ações contra Pyongyang. A Coreia do Norte representa uma "ameaça crescente" afirmam Donald Trump e Shinzo Abe

Em leitura:

EUA e Japão querem ações contra Coreia do Norte

Tamanho do texto Aa Aa

É necessário agir face à ameaça crescente que representa a Coreia do Norte, concordaram esta segunda-feira o presidente dos Estados Unidos e o primeiro-ministro japonês.

Donald Trump e Shinzo Abe tiveram uma conversa telefónica sobre o teste de um míssil intercontinental realizado na sexta-feira por Pyongyang.

“O presidente Trump e eu concordamos completamente sobre a necessidade de adotar outras ações. Faremos todos os esforços possíveis para proteger os nossos cidadãos contra a ameaça da Coreia do Norte”, informou Abe.

Os Estados Unidos testaram no sábado, no Alaska, o sistema de mísseis antibalísticos (Terminal de Defesa Aérea para Grandes Altitudes – THAAD, na sigla em inglês) instalado desde o início do ano na Coreia do Sul e que Seual decidiu reforçar.

Depois de acusar a China de não ajudar nesta questão, o presidente norte-americano, enviou no domingo bombardeiros estratégicos B-1B para a península coreana. Pyongyang ameaça retaliar com uma “acção enérgica” se Washington mantiver o discurso bélico e o endurecimento de sanções.