This content is not available in your region

Governo afegão saúda estratégia de Trump no país

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Governo afegão saúda estratégia de Trump no país

<p>Donald Trump revelou poucos detalhes da nova estratégia para o Afeganistão mas se para alguns é motivo de otimismo, por outro lado vários afegãos não escondem o descontentamento. Dizem-se “cansados de guerra e conflitos e não querer os norte-americanos.”</p> <p>Esta terça-feira, perante o cenário de um reforço do contingente, o porta-voz dos talibãs Zabiullah Mujahid falou num “desperdício de vidas” e disse que “enquanto houver um soldado norte-americano no país prosseguirá a jihad.”</p> <p>O presidente afegão, Ashraf Ghani, saudou o “compromisso duradouro” de Trump no Afeganistão e encontra eco nas palavras do primeiro-ministro.</p> <p>“Estou certo de que o anúncio da política e a respetiva implementação vai afetar a situação a favor das forças de Segurança Nacional afegãs”, disse Abdullah Abdullah.</p> <p>Na sequência das palavras de Trump, esta terça-feira, o secretário-geral da <span class="caps">NATO</span>, Jens Stoltenberg, disse que a Aliança Atlântica jamais permitirá que o país se converta num “santuário para terroristas.”</p> <p>Divulgado no início do mês, o último relatório trimestral do Inspetor-Geral Especial para a Reconstrução do Afeganistão (<span class="caps">SIGAR</span>) revela que dos 407 distritos afegãos o Governo de Cabul controla apenas 59.7%. Forças rebeldes, principalmente talibãs, controlam e disputam o restante território.</p>