Última hora

20 anos sem Diana

O 20° aniversário da morte de Diana provocou um fascínio renovado pela mulher que, provavelmente, originou mais títulos nos media de todo o mundo.

Em leitura:

20 anos sem Diana

Tamanho do texto Aa Aa

A emoção continua viva.

Foi há vinte anos que Diana Spencer, morreu num acidente de automóvel, em Paris, mas os britânicos e o mundo não esquecem a “princesa do povo”.

Em Londres, em frente ao Palácio de Kensington, onde Diana residia, o portão foi transformado num altar onde se celebra a vida da mãe do futuro rei do país.

O vigésimo aniversário da morte de Diana provocou um fascínio renovado pela mulher que, provavelmente, originou mais títulos nos media de todo o mundo.


Vinte anos depois do fatídico 31 de agosto de 1997, a polémica à volta do acidente, no Túnel da Alma, na capital francesa, continuam a suscitar várias teorias da conspiração.

Há quem diga que o desastre foi um ato terrorista que visava Dodi Al-Fayed, o namorado da princesa, outros defendem que foi um homicídio ordenado pela Família Real britânica que não aprovava o relacionamento de Diana com o milionário egípcio.

Teorias à parte, uma coisa é certa: este não será o último adeus de Diana, a “princesa do povo”.