This content is not available in your region

20 anos sem Diana

Access to the comments Comentários
De  Euronews
20 anos sem Diana

<p>A emoção continua viva.</p> <p>Foi há vinte anos que Diana Spencer, morreu num acidente de automóvel, em Paris, mas os britânicos e o mundo não esquecem a “princesa do povo”.</p> <p>Em Londres, em frente ao Palácio de Kensington, onde Diana residia, o portão foi transformado num altar onde se celebra a vida da mãe do futuro rei do país.</p> <p>O vigésimo aniversário da morte de Diana provocou um fascínio renovado pela mulher que, provavelmente, originou mais títulos nos <em>media</em> de todo o mundo.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">Britain commemorates the 20th anniversary of the death of Diana on Thursday. Here’s a look at her public life: <a href="https://t.co/syeKjYt3Zp">https://t.co/syeKjYt3Zp</a></p>— The New York Times (@nytimes) <a href="https://twitter.com/nytimes/status/903267420114219010">August 31, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Vinte anos depois do fatídico 31 de agosto de 1997, a polémica à volta do acidente, no Túnel da Alma, na capital francesa, continuam a suscitar várias teorias da conspiração. </p> <p>Há quem diga que o desastre foi um ato terrorista que visava Dodi Al-Fayed, o namorado da princesa, outros defendem que foi um homicídio ordenado pela Família Real britânica que não aprovava o relacionamento de Diana com o milionário egípcio.</p> <p>Teorias à parte, uma coisa é certa: este não será o último adeus de Diana, a “princesa do povo”.</p>