Última hora

Última hora

Em leitura:

Arroios, um festival que promove a inclusão


Cult

Arroios, um festival que promove a inclusão

Se na freguesia de Arroios, em Lisboa, vivem pessoas de cerca de 90 nacionalidades diferentes, não é de espantar que tenha nascido aqui um festival de cinema dedicado ao tema da inclusão e que o diretor seja um realizador iraniano: “Todos os filmes em competição falam sobre inclusão, seja ela social, religiosa ou política. Quem é estrangeiro percebe melhor as dificuldades que existem na integração. Felizmente, sempre fui bem recebido. Vivo em Portugal há 9 anos e a prova dessa integração é que agora dirijo um festival de cinema aqui”, conta-nos Reza Hajipour.

Nesta segunda edição, o filme vencedor foi “Watu Wote”, da Alemanha, realizado por Katja Benrath. R etrata as relações entre cristãos e muçulmanos no Quénia, no meio de uma atmosfera de terror lançada plo grupo Al-Shabab. O festival contou com curtas-metragens de ficção, documentário e animação vindas dos quatro cantos do mundo.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
"Mundos flutuantes" na Bienal de Lyon

Cult

"Mundos flutuantes" na Bienal de Lyon