Última hora

Justiça queniana arrasa comissão eleitoral

Supremo Tribunal de Justiça queniano justifica decisão de anular eleições de 8 de agosto

Em leitura:

Justiça queniana arrasa comissão eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal do Quénia acusou a comissão eleitoral das presidenciais de apresentar os resultados com base em documentos duvidosos. A instância máxima da justiça queniana deu a conhecer esta quarta-feira as razões para a anulação das eleições de 8 de agosto, que tinham resultado na reeleição de Uhuru Kenyatta com 54% dos votos.

O tribunal criticou ainda a comissão por ignorar as alegações de pirataria, considerando assim que o sistema informático foi comprometido e que as informações que existiam foram modificadas.

O novo frente a frente entre Kenyatta e Raila Odinga pelo poder no Quénia está agora marcado para 17 de outubro, apesar das dúvidas em torno da capacidade do país para organizar eleições num curto espaço de tempo.