Última hora

'Brexit' de May não convence Moody's

Agência de notação baixou a notação da dívida britânica de Aa1 para Aa2.

Em leitura:

'Brexit' de May não convence Moody's

Tamanho do texto Aa Aa

A inquietação dos mercados financeiros em torno da saída do Reino Unido da União Europeia levou a agência Moody’s a baixar a notação da dívida britânica, do nível Aa1 para Aa2, com perspetiva estável.

A agência considera que as novas medidas sociais defendidas por Theresa May, após perder a maioria no parlamento, abalam o programa de austeridade em vigor há sete anos, impossibilitando o governo de atingir as metas de redução do défice para 1% (atualmente 3.5%) e de aumento do crescimento económico para 1,8% (1% segundo as previsões para o próximo ano) até 2021.

A Moody’s revela igualmente o seu ceticismo quanto à possibilidade de Londres conseguir novos acordos comerciais que compensem a saída do mercado comum da UE (ler decisão integral aqui .

Londres reagiu à decisão, classificando a redução da nota da dívida como “desatualizada”.

Theresa May tinha recuado na defesa de um ‘Brexit’ duro, na sexta-feira, em Florença, em Itália, ao propor um período de transição de dois anos, até 2021, de forma a evitar uma saída abrupta do mercado comum.

Para lá da Moody’s, as outras duas grandes agências de notação, Fitch e S&P, tinham já revisto em baixa a notação da dívida britânica em 2016, com a queda em dois níveis, de AAA para AA, no índice da Standard & Poors, e de AA+ para AA, na escala da Fitch.