This content is not available in your region

SPD está fora do Governo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
SPD está fora do Governo

<p>O Partido Social-Democrata alemão não vai fazer parte de uma coligação governamental.</p> <p>Martin Schulz, garantiu que não está disponível para prolongar, por mais quatro anos, a “grande coligação” com a <span class="caps">CDU</span> de Angela Merkel.</p> <p>O líder afirmou que o <span class="caps">SPD</span> recebeu um “mandato claro dos eleitores para ir para a oposição”.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="en" dir="ltr">In Germany <a href="https://twitter.com/MartinSchulz"><code>MartinSchulz</a> has conceded the <a href="https://twitter.com/hashtag/SPD?src=hash">#SPD</a> will now be the opposition <a href="https://t.co/XS5QM0MlpT">https://t.co/XS5QM0MlpT</a> <a href="https://t.co/dKYzmHJD1e">pic.twitter.com/dKYzmHJD1e</a></p>— The Guardian (</code>guardian) <a href="https://twitter.com/guardian/status/911995312671264768">September 24, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>“Acredito que Martin Schulz e a direção estão certos pois o <span class="caps">SPD</span> na posição de parceiro minoritário numa grande coligação não seria capaz de reformular o seu perfil”, afirma a candidata presidencial do <span class="caps">SPD</span> em 2009, Gesine Schwan.</p> <p>“Penso que Martin Schulz é muito recente na política alemã para ser responsabilizado por este resultado. Penso que o motivo do resultado é uma fraqueza no <span class="caps">SPD</span>. Existe uma certa disposição neste país. Penso, também, que Martin Schulz é o candidato certo para a oposição”, afirmou o apoiante Anatol Itten</p> Sem os socialistas, Angela Merkel tem de coligar-se com o Partido Democrático Liberal e com “Os Verdes”, a chamada coligação Jamaica, para ter o controlo do Parlamento.O correspondente da euronews em Berlim, Lutz Faupel, relata que “o <span class="caps">SPD</span> não o fará novamente, mas Martin Schulz vai ficar e tentar a sua sorte na oposição. Para a Alemanha, os sinais estão na Jamaica – mas qual será o preço político durante as negociações?”