Última hora

Rajoy: "Não houve referendo"

“Hoje não houve um referendo de autodeterminação”, disse Rajoy, sem referir os mais de 700 feridos em resultado das ações policiais na Catalunha

Em leitura:

Rajoy: "Não houve referendo"

Tamanho do texto Aa Aa

Hoje não houve nenhum referendo na Catalunha, segundo o presidente do governo de Espanha.

Hoje não houve nenhum referendo de autodeterminação na Catalunha, segundo o presidente do governo de Espanha.

Poucos minutos depois do encerramento das urnas na região autónoma, Mariano Rajoy comentou a situação no Palácio da Moncloa, em Madrid. Para dizer que a “grande maioria” dos catalães recusou participar “no guião dos separatistas” e agradecer à Polícia Nacional e à Guardia Civil, que “cumpriram a sua obrigação”, sem qualquer referência aos feridos nas cargas policiais na Catalunha:

“O referendo que pretendia liquidar a Constituição espanhola e tornar independente uma parte do nosso país sem contar com a opinião do conjunto dos espanhóis, simplesmente não existiu.
Somos o governo de Espanha e eu sou o presidente do governo de Espanha, e assumi a minha responsabilidade. Cumprimos o nosso dever. Atuámos, como disse desde o início, de acordo com a lei e apenas com a lei e ficou demonstrado que o nosso Estado democrático tem recursos para se defender de um ataque tão grave como aquele que este referendo ilegal tentou realizar.
Afirmo-o com toda a clareza e não vou encerrar nenhuma porta, o que nunca fiz. Não é a minha maneira de fazer política, propus sempre um diálogo honesto e sincero, contudo sempre dentro da legalidade e no contexto da democracia.”

Mariano Rajoy anunciou que pretende convocar todas as forças políticas com representação parlamentar para refletir sobre a questão catalã.