Última hora

Referendo divide famílias catalãs

O escrutínio provocou a divisão no seio do país e das famílias catalãs.

Em leitura:

Referendo divide famílias catalãs

Tamanho do texto Aa Aa

O referendo de autodeterminação da Catalunha provocou a maior crise política das últimas quatro décadas em Espanha.

O escrutínio provocou a divisão no seio do país e das famílias catalãs.

Francesc e Xavi são primos. À mesa de um café, debate-se a eventual desagregação do reino espanhol. As opiniões não podiam ser mais díspares

Vou votar NÃO pois penso que a independência não é a solução. Temos muitos problemas no país, e no mundo, para nos separarmos uns dos outros”, afirma Xavi.

Já Francesc assegura que vota “SIM porque, mesmo que não seja uma panaceia, creio que é a solução para um problema que temos, desde a” Transição “ para a democracia, entre Espanha e a Catalunha.

Xavi e Cristina estão a favor do referendo mas contra a independência da Catalunha de Espanha. São os únicos, na família, que defendem esta posição.

No geral, evitam falar de política, uma tarefa impossível nos dias de hoje.

Cristina conta: “temos a sorte de fazer parte de uma família que se respeita e isto não não é algo que provoque uma rutura. Contudo, penso que dependendo das famílias, dependendo das pessoas, isso pode ser um motivo.”

“Debatemos, há opiniões contrárias… Normalmente, um tenta rebater o outro para convencê-lo e no final os debates acabam em nada pois cada um mantém a sua posição sem mudar para a do outro”, confidencia Mercè.

“A grande maioria dos catalães quer o referendo mas quando falamos de independência, a população divide-se. 49,4% discorda da independência, contra 41,1% que a defende, segundo as últimas sondagens” relata a enviada da euronews, Cristina Giner.