Última hora

Última hora

Marcha do "Dia dos Defensores" em Kiev

Mais de 20 mil participaram na manifestação, com bandeiras ucranianas e de grupos de extrema-direita.

Em leitura:

Marcha do "Dia dos Defensores" em Kiev

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas marcharam pelas principais artérias da capital ucraniana, Kiev, para assinalar o chamado Dia dos Defensores e o 75º aniversário de uma data considerada como da fundação do Exército da Rebelião Ucraniana (UPA, sigla em língua ucraniana).

Mais de 20 mil pessoas participaram na manifestação, muitas das quais transportante bandeiras ucranianas, mas também bandeiras de grupos conotados com a extrema-direita, como o Setor da Direita ou as Armadas Nacionais ou ainda os nacionalista do partido Svoboda.

Durante as marchas, ouviram-se cânticos nacionalistas e palavras de ordem a favor do orgulho da Ucrânia. Vários participantes trouxeram consigo tochas, que acenderam durante o desfile.

A UPA é um grupúsculo de corte radical, com origem no movimento nacionalista Organização dos Nacionalistas Ucranianos (OUN, sigla em língua ucraniana), fundada por Stepan Bandera, um líder conhecido pela luta contra nazis e soviéticos durante a Segunda Grande Guerra Mundial.

Muitos vêm Stepan Bandera como um herói da luta pela independência ucraniana. No entanto, Bandera é, para muitos, em países como a Polónia, Israel ou ainda a Rússica, como um terrorista e um colaborador com o regime nazi.

Com Reuters