Última hora

Última hora

Frances McDormand no caminho dos Óscares

A 61ª edição do Festival de Cinema de Londres chegou ao fim, domingo, com a comédia "Three Billboards Outside Ebbing", do realizador Martin McDonagh, onde Frances McDormand é protagonista.

Em leitura:

Frances McDormand no caminho dos Óscares

Tamanho do texto Aa Aa

A 61ª edição do Festival de Cinema de Londres chegou ao fim, domingo, com uma comédia negra, violenta e carregada de palavrões. “Three Billboards Outside Ebbing”, do realizador Martin McDonagh, onde Frances McDormand é protagonista.

Em “Three Billboards Outside Ebbing”, Frances McDormand coloca-se no caminho dos Óscares ao assumir o papel de uma mãe cuja filha foi brutalmente assassinada e resolve enfrentar o chefe da polícia local.

Um dia depois de a Academia de Hollywood expulsar Harvey Weinstein, acusado por dezenas de mulheres de assédio sexual e de violação, as reações fizeram-se ouvir.

Para o realizador Martin McDonagh, a expulsão de Harvey Weinstein já devia ter acontecido há mais tempo: “Acho que é ótimo. Mas isto já devia ter acontecido há muitos anos”.

“Acho que aquilo que Hollywood devia fazer é usar Hollywood para servir as pessoas e não os seus próprios bolsos. Penso que Hollywood devia ser usada para educar as pessoas em vez de estupidificá-las. Penso que Hollywood devia encontrar uma maneira de se reerguer e ter verticalidade,” afirmou o ator Clarke Peters.

“Eu acho que as acusações são horríveis, acho que é uma coisa horrível e é bom que se faça alguma luz sobre o assunto, sim,” considerou o ator Sam Rockwell

O ator Woody Harrelson recusou-se a abordar o assunto: “Todos colocam questões sobre o Harvey, mas isso é sobre a última coisa sobre a qual quero falar”.

Durante a quinzena, foram recebidos mais 900 filmes, entre eles “A fábrica de nada”, de Pedro Pinho, e “Speel Reel”, de Filipa César.