Última hora

Última hora

Catalunha: Manifestantes pedem libertação de Sànchez e Cuixart

"Forças de ocupação fora" e "liberdade para os presos políticos" foram alguns dos apelos lançados pelos manifestantes em Barcelona durante uma ação convocada por movimentos independentistas

Em leitura:

Catalunha: Manifestantes pedem libertação de Sànchez e Cuixart

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de pessoas concentraram-se, esta quinta-feira, junto à delegação do Governo da Catalunha, em Barcelona, para exigir a libertação do Presidente da Assembleia Nacional, Jordi Sànchez, e do líder da organização independentista Omnium Cultural, Jordi Cuixart.

“Forças de ocupação fora” e “liberdade para os presos políticos” foram alguns dos apelos lançados pelos manifestantes durante o protesto que durou pouco mais de uma hora. Para os manifestantes, a liberdade dos catalães passa, também, por escolher o futuro político da região autónoma.

“É evidente que o que temos a fazer é declarar a independência da Republica catalã para proteger as pessoas e para construir um novo Estado” refere uma mulher.

“Os partidos catalães pediram várias vezes para negociar e para falar até ao último minuto. Um elemento do Governo catalão confirmou isso mesmo, que estamos abertos a negociações, mas a resposta é o que é: a detenção de elementos da sociedade civil e ameaçar, ameaçar e ameaçar” acrescenta um homem.

A ação de protesto conta o apoio da CUP, Candidatura de Unidade Popular que já fechou a porta ao diálogo com Madrid. A formação que conta com 10 deputados no Parlamento catalão quer acabar com as ambiguidades e exige a Puigdemont que avance com a declaração de independência. Uma possibilidade prevista pelo líder do Governo regional caso Madrid decida avançar com a suspensão da autonomia regional.

Cristina Giner/Euronews: “A intenção dos líderes dos principais partidos independentistas, a resposta de Puigdemont e a iminente aplicação do artigo 155 aumentou a tensão nos gabinetes e nas ruas”