Última hora

Última hora

Ariana Grande em Raqqa

Ainda não fisicamente, mas Ariana Grande cantou em Raqqa depois dos extremistas abandonarem a cidade.

Em leitura:

Ariana Grande em Raqqa

Tamanho do texto Aa Aa

Michael Enright é um ator britânico, mais especificamente de Manchester, que decidiu voluntariar-se na luta contra o grupo Estado Islâmico, ao lado das forças curdas. Depois da vitória em Raqqa, sobre os extremistas, o ator que fez um papel secundário em “Os Piratas das Caraíbas”, quis marcar uma posição, lembrando a tragédia que ocorreu na sua cidade natal:

“Aqui, nesta cerca era onde eles matavam pessoas, tiravam-lhe a cabeça e colocavam-nas naqueles ferros.

Aqui é uma loja de música. Tiraram tudo o que estava lá, e queimaram, porque não queriam ouvir outras vozes, não permitiam canções. Por isso pensei, e porque sou de Manchester, e eles foram à minha cidade tentar calar a boca Ariana Grande, que ela seria a primeira a cantar aqui.

Vocês não a calaram e não calaram Manchester, porque ela está a cantar ‘Bang Bang’. E sabem o que aconteceu? Eu vim e nós “bang bang”, e você fugiram. Por isso a luz está a voltar, a liberdade está de volta e cantar também. E Ariana, é o seu primeiro concerto aqui. Deus vos abençoe”, afirmou Enright.