Última hora

Última hora

Uma alemã pede desculpa por atos cometidos pelos nazis

Em leitura:

Uma alemã pede desculpa por atos cometidos pelos nazis

Tamanho do texto Aa Aa

80 anos depois de ter fugido da Alemanha nazi para os Estados Unidos, Peter Hirschmann é, subitamente, transportado para as dolorosas memórias do passado por uma carta. Um carta de pedido de desculpas de uma neta pelo comprtamento do avô em 1939.

“Assim que comecei a ler as lágrimas vieram-me aos olhos porque era uma carta muito pessoal. Eles tiraram-nos a casa e deram-na ao avô dela. Mesmo que ele tenha pago por ela, tenho a certeza que foi uma miséria”, conta Peter.

Foi após a morte do avô que Doris Schott-Neuse conheceu a origem da casa da família. Vasculhou o registo de propriedades da cidade de Nuremberga e descobriu a forma como os nazis se apropriaram da casa dos Hirschmann

“Na minha experiência, o passado não termina, mas vive também nas gerações seguintes e, portanto, era importante para mim escrever e também encontrar informações sobre o que exatamente aconteceu, mas quando escrevi a carta, senti a necessidade de expressar que lamento muito o que aconteceu naquela altura”, afirma.

O pai de Peter era um homem de negócios bem sucedido de raça judia, um dos muitos que, a partir de 1938, com a aplicação das Leis de Nuremberga, perderam tudo e foram deportados ou obrigados a fugir.

Com o passado agora bem presente Peter diz: “tenho aconselhado a minha mulher a não se sentir, no futuro, assombrada pelo passado”.